Tóquio2020: perto de dez mil voluntários desistem de participar

A maioria dos voluntários desistiu devido a preocupações de saúde.

Cerca de dez mil dos 80 mil voluntários previstos para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio desistiram nos últimos meses, anunciou na quarta-feira a organização.

O chefe executivo de Tóquio2020, Toshiro Muto, disse aos meios de comunicação locais que cerca de dez mil voluntários tinham desistido de participar no evento, principalmente devido a preocupações de saúde.

"Penso que não há dúvida de que uma das razões é a preocupação com a Covid-19", indicou.

Outros desistiram por os Jogos terem sido adiados um ano, ou para protestar contra observações sexistas feitas pelo ex-presidente de Tóquio2020 Yoshiro Mori, obrigado a demitir-se em fevereiro e entretanto substituído por Seiko Hashimoto.

Alguns voluntários podem também estar entre os cerca de 80% dos japoneses contra a realização dos Jogos este ano, de acordo com sondagens recentes efetuadas no país.

Na capital japonesa, as sondagens mostraram uma divisão mais equilibrada (50-50) entre apoiantes e adversários dos Jogos.

Muto disse que o menor número de voluntários, que normalmente desempenham tarefas como guias, assistentes ou tradutores, "não afetará seriamente" os Jogos.

A presidente do comité organizador de Tóquio2020, Seiko Hashimoto, adiantou já excluir qualquer novo adiamento dos Jogos e que um cancelamento só viria em circunstâncias catastróficas, em que a maioria das delegações fosse impedida de viajar para o Japão.

Inicialmente previstos para 2020, os Jogos Olímpicos foram adiados por um ano devido à pandemia da Covid-19 e estão agora agendados para de 23 de julho a 08 de agosto.

Devido a uma quarta vaga de casos de Covid-19, Tóquio e nove zonas vão ficar sob estado de emergência até um mês antes dos Jogos.

Em março, a organização excluiu a presença de espetadores estrangeiros, sendo aguardada uma decisão sobre assistência local este mês, depois do fim do estado de emergência em Tóquio, em 20 de junho.

O número de funcionários estrangeiros e participantes nos Jogos foi reduzido para metade, para cerca de 78 mil, e a organização garantiu que Tóquio2020 decorrerá "de forma segura" para os participantes e o público japonês.

O Japão registou cerca de 13 mil mortos por Covid-19 desde o início da pandemia, em 2020. Apenas 2,9% da população recebeu duas doses de vacina contra a Covid-19.

A primeira equipa olímpica, as jogadoras de softball australianas, chegaram na terça-feira ao Japão, para começar a treinar na cidade de Ota, a cerca de 100 quilómetros a noroeste de Tóquio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de