Treinador do River Plate: vai ser "difícil digerir" a derrota

A equipa de Buenos Aires sofreu dois golos que acabaram com o sonho da revalidação do título na Libertadores.

O treinador do River Plate, Marcelo Gallardo, afirmou este domingo que vai ser "difícil digerir" a derrota com o Flamengo (2-1) na final da Taça Libertadores de futebol e lamentou algumas más decisões da sua equipa na segunda parte.

"Sentimos que fizemos o jogo que tínhamos que fazer. Anulámos o poderio do Flamengo, mas depois fomos traídos por algumas más decisões nos últimos minutos. A sensação é de dor. Tínhamos o jogo ganho. Vai ser difícil digerir este resultado, mas esta é a realidade. Perdemos", afirmou Gallardo, em conferência de imprensa, após o encontro que decorreu no Estádio Monumental, em Lima, no Peru.

Dois golos do ex-benfiquista Gabriel Barbosa, aos 89 e 90+2 minutos, deram o troféu à formação de Jorge Jesus, depois de o colombiano Santos Borré dar vantagem ao River, na primeira parte, aos 14.

O médio Enzo Pérez, antigo jogador do Benfica, lamentou que o River Plate não tenha conseguido "matar" a partida, depois de uma primeira parte "perfeita".

"Fizemos tudo bem. Não deixámos o Flamengo jogar. Na segunda parte, não se passava nada. O jogo estava controlado, o Flamengo estava sem reação e, nessa altura, falhámos no último passe, na tentativa de marcar o segundo. Sofremos dois golos de seguida e já não tivemos tempo para reagir", lamentou o médio de 33 anos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de