Três jogadores infetados. Aumenta número de casos positivos de Covid-19 no Marítimo

Clube madeirense conta com três jogadores infetados com a Covid-19 e dois esperam resultado do segundo teste PCR.

O número de casos positivos à Sars-Cov-2 aumentou no Marítimo, disse esta segunda-feira à agência Lusa fonte oficial do clube madeirense da I Liga portuguesa de futebol.

Após a confirmação dos casos de Edgar Costa e Diogo Mendes, Stefano Beltrame recebeu a confirmação domingo à noite de que estava infetado com o coronavírus, que provoca a covid-19.

O médio italiano "testou negativo nos primeiros testes de despiste" (antigénio) realizados nas instalações do clube e, "por se tratar de um contacto direto dos atletas já infetados, foram realizados dois PCR e acusou positivo em ambos".

Segundo a mesma fonte do emblema 'verde rubro', o mesmo se passou com os atletas Fábio China e Rúben Macedo, "que após testarem positivo no primeiro PCR aguardam o resultado do segundo".

Na equipa de sub-23 maritimista os números são mais preocupantes, com um surto que já supera uma dezena de casos, "o que não permite ao plantel principal se fazer valer dos mais novos", disse a fonte.

Perante esta situação o Marítimo pediu o adiamento da partida diante do Vizela para a 16.ª jornada da I Liga com o intuito de "resguardar não só o clube como também a competição e os adversários", afiançou o porta-voz do Marítimo.

O pedido foi negado por parte do emblema vizelense, que justificou a decisão com os milhares de euros gastos em viagens, não reembolsáveis, quer pela administração da SAD, quer pelos adeptos que desejam acompanhar a equipa treinada por Álvaro Pacheco.

O clube recém-promovido à I Liga lembrou também a falta de espaço no calendário para acomodar uma nova data para o jogo, fruto do apuramento para os quartos de final da Taça de Portugal, cujos jogos se disputam entre 11 e 13 de janeiro.

O Marítimo, 10.º classificado, com 14 pontos, recebe o Vizela, 14.º colocado, com menos um ponto, na terça-feira, às 19:00, no Estádio dos Barreiros, no Funchal.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de