Tribunal de Madrid proíbe FIFA e UEFA de impedirem realização da Superliga

Medida de caráter cautelar tinha sido pedida pela própria Superliga e ordena também que as duas associações se abstenham de punir disciplinarmente os jogadores e direções dos clubes envolvidos.

Um tribunal comercial de Madrid proibiu, esta terça-feira, a UEFA e a FIFA de tomarem quaisquer medidas para impedir a realização da Superliga que desencadeou uma batalha dentro do futebol europeu.

Na decisão a que AFP teve acesso, o tribunal ordenou a ambos os organismos que se abstivessem de qualquer ação ou declaração que bloqueasse a criação da Superliga Europeia (ESL), bem como quaisquer medidas disciplinares ou proibições de jogos contra os clubes, jogadores ou funcionários envolvidos.

O tribunal também proibiu expressamente a UEFA e a FIFA de tomarem "qualquer medida, ação, declaração ou anúncio que impeça direta ou indiretamente a implementação da Superliga Europeia".

Estas organizações devem também abster-se de "preparar, incitar ou adotar" quaisquer medidas disciplinares contra clubes, jogadores ou funcionários envolvidos na liga, estendendo a proibição a todos os seus membros associados, clubes e ligas domésticas. O tribunal ditou também a proibição de "excluir clubes e/ou jogadores participantes na preparação da Superliga Europeia de Futebol de qualquer competição internacional ou nacional".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de