"Um trajeto brilhante" levou uma "equipa de excelência" à conquista de um Mundial

Presidente da Federação de Patinagem de Portugal destaca o trabalho de uma geração que tem vindo a conquistar títulos desde a formação.

"Um trajeto brilhante" até à conquista do Mundial. O presidente da Federação de Patinagem de Portugal (FPP), Luís Sénica, é um homem feliz depois deste domingo: Portugal é campeão do Mundo de hóquei em patins pela 16.ª vez.

Em Barcelona, a seleção nacional bateu a Argentina, num jogo que teve de decidido nas grandes penalidades, após 0-0 no tempo regulamentar e no prolongamento.

Em entrevista à TSF, Luís Sénica destaca o trabalho perfeito da seleção portuguesa - "uma equipa de excelência" - na conquista deste Mundial. "Portugal teve um trajeto brilhante. Soube estar na pista, soube controlar as adversidades, soube ser determinado e mentalmente forte."

O resultado obtido em Barcelona é, para o presidente da federação, a "confirmação da excelência que esta equipa tem". Sénica recorda que esta equipa "nos últimos quatro anos - incluindo este - esteve nas quatro finais".

"É um grupo de gente muito competente, com muita vontade de praticar o hóquei em patins com muita qualidade. Estamos todos muito felizes e satisfeitos. Vamos desfrutar mas vamos pensar também que já amanhã há caminho para continuar e trabalho para fazer para que esta excelência continue", lembra o dirigente.

Precisamente na senda desse caminho de "excelência", Luís Sénica destaca uma geração de hoquistas que já conseguiu várias conquistas com a camisola das quinas.

"É uma geração que não nasce de um dia para o outro. É um trabalho de muitos anos que a federação foi fazendo ao longo deste trajeto. Eles [os jogadores] foram adquirindo também muitos títulos na formação. Há aqui gente que é campeã da Europa e do Mundo a nível de sub-17 e sub-20", relembra o presidente da FPP.

Tendo em conta estes resultados no passado, Luís Sénica destaca o "trajeto evolutivo e de consolidação" da capacidade dos jogadores lusos e deixa uma garantia: este não é um trajeto fechado. "Por isso é que eles, a cada dia e cada jogo que passa, vão manifestando novas competências. É esse o desafio que eles têm e que nós temos. Por isso é que acreditamos nesta geração."

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados