"Uma pessoa de bem" com "um amor louco" ao FC Porto. As reações à morte de Reinaldo Teles

Para Pedro Proença "hoje será enterrada uma pessoa de bem e isso é que nos deve deixar tristes".

O funeral de Reinaldo Teles está marcado para as 11h00 desta sexta-feira no Igreja do Bonfim, no Porto, e o presidente da Liga Portuguesa de Futebol, Pedro Proença, recorda-o como "um grande desportista" e um "exemplo".

"Para mim, particularmente, é a morte de um grande amigo, de uma pessoa de um trato afável, que tinha um espírito desportista muitíssimo elevado, reconhecido por todos os seus pares, independentemente da cor clubística", diz Pedro Proença.

Para Pedro Proença "hoje será enterrada uma pessoa de bem e isso é que nos deve deixar tristes".

O presidente da Liga recorda Reinaldo Teles como "um desportista de valores muitíssimo elevados, uma pessoa que soube durante todo este tempo em que foi dirigente desportivo ser um exemplo para toda a gente".

"Foi sempre um indivíduo de criar pontes, de criar soluções", remata.

No mesmo plano, António Oliveira, ex-selecionador nacional que jogou e treinou o FC Porto, descreve Reinaldo Teles como um homem que "vivia o Porto, com um amor louco".

"Não sei se vivia mais com o Porto do que com a própria família. Era uma pessoa muito extraordinária nesse sentido", acrescenta.

"Vivia para a família, vivia para os amigos e fazia-o sempre com uma humildade e uma discrição e uma simplicidade daqueles que vivem a verdade transparente", sustenta.

O histórico dirigente do FC Porto faleceu quarta-feira, um mês depois de ter sido internado no Hospital de São João, no Porto, devido a complicações relacionadas com a Covid-19.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de