Ver o jogo de pé? Benfica quer aumentar a capacidade do Estádio da Luz

Os encarnados estão a estudar opções para ter mais adeptos a assistir aos jogos. Pela primeira vez na história, o clube ultrapassou o valor de 300 milhões de euros em receitas.

O Benfica quer aumentar a capacidade do Estádio da Luz. O desejo foi assumido pelo administrador da SAD encarnada, durante a apresentação do relatório de contas da época passada. Domingos Soares de Oliveira revelou que o clube pretende ter lugares de pé nas bancadas.

"Começámos a equacionar as alternativas que pudessem aumentar a capacidade do estádio. Esse aumento de capacidade passa, ou por uma melhor utilização dos espaços que temos ou até pela possibilidade de termos lugares em pé. Já endereçamos a questão a quem pode autorizar a existência destes lugares. Ainda não tivemos uma resposta positiva, mas não desistimos desta intenção", explicou Domingos Soares de Oliveira.

Conquistar todas as competições nacionais, integrar jovens da formação na equipa A e o sucesso nas competições europeias são os principais objetivos para os próximos anos. A derrota desta terça-feira, no arranque da nova edição da Liga dos Campeões frente ao Leipzig foi um golpe nas aspirações encarnadas, mas Domingos Soares de Oliveira acredita que a qualificação para os oitavos de final vai ser alcançada.

"O resultado de ontem foi o desejado. É um resultado que nos deixa de alguma forma frustrados. Não apenas na administração, como também nos jogadores e equipa técnica, nos sócios e adeptos, mas acreditamos que é possível reverter a situação e conseguir o apuramento para a fase seguinte", vincou.

Pela primeira vez na história, o Benfica ultrapassou o valor de 300 milhões de euros em receitas. Os rendimentos operacionais aumentaram em 29%, com o contributo das transfeRências de Raúl Jiménez, Luka Jovic e Talisca. Este resultado líquido, o segundo maior na história do clube, significa um crescimento de mais de 40% em relação ao ano passado, sendo que a venda recorde de João Félix ao Atlético de Madrid não está incluída.

"A transferência de João Félix vai ter influência no exercício 2019/2020. À conta dessa venda, vai ser um exercício certamente positivo", assumiu o administrador financeiro do Benfica.

Estas contas referentes a 2018/2019 revelam ainda que, pela primeira vez a SAD do Benfica tem o capital próprio superior ao capital social. O plantel está avaliado em 80 milhões de euros. Quando ao passivo, situa-se nos 116 milhões de euros, uma melhoria de quase 30 milhões face ao exercício da época anterior.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de