Júlio Mendes: O árbitro não viu "falta do tamanho de um camião"

O Presidente do Vitória de Guimarães, Júlio Mendes, foi à sala de imprensa manifestar o descontentamento relação à arbitragem de Rui Costa. O Sporting venceu a equipa da cidade berço por 2-0.

O presidente do Vitória de Guimarães, Júlio Mendes, criticou árbitro de futebol Rui Costa por este não ter assinalado uma falta a favor dos vimaranenses no lance que daria origem ao primeiro golo do Sporting.

O dirigente, que falava na sala de imprensa após a derrota, por 2-0, com os 'leões', começou por enaltecer a qualidade demonstrada pelo Sporting e pelos vimaranenses, discordando com a atuação do árbitro portuense que validou o primeiro golo da equipa de Alvalade depois de uma falta a favor dos minhotos.

"Todos viram que houve uma falta grosseira, ao minuto 39, de Acuña sobre Rochinha. Uma falta, que na nossa opinião, daria origem a uma grande penalidade. Não podemos ignorar que uma determinada incidência teria impacto no desenrolar do jogo. Mesmo sendo fora da área não teria de haver uma falta assinalada a nosso favor?", disse Júlio Mendes.

Para Júlio Mendes cabe aos dirigentes arrepiarem caminho para evitar que "erros grosseiros" aconteçam.

"É isto que me surpreende no futebol. Não haver pessoas que não corem de vergonha com o que se passa. O presidente do Conselho de Arbitragem tem muito trabalho para fazer", concluiu.

O Vitória de Guimarães somou a terceira derrota consecutiva ao perder hoje com o Sporting, por 2-0, em jogo da 31.ª jornada da I Liga.

Veja o lance:

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de