António Costa sobre a CGD: "Plano B? Qual plano B?"

O primeiro-ministro elogiou o empenho de António Domingues na recapitalização 100% pública do banco do Estado.

António Costa recusou a ideia de um plano B para a CGD. O primeiro-ministro gostaria que o banco continuasse a ser liderado por António Domingues, mas "o essencial é que se faça a sua capitalização".

O primeiro-ministro diz que há uma obsessão com o plano B, que não existe

00:0000:00

Numa altura em que são muitas as notícias que dão conta de um plano B para a CGD, com nomes como Paulo Macedo, Carlos Tavares ou Nuno Amado, António Costa responde com ironia, dizendo desconhecer tal ideia.

António Costa diz que não cabe ao executivo agir sobre os deveres dos administradores da CGD

00:0000:00

O primeiro-ministro chama a atenção para o que considera essencial e elogia o empenho de António Domingues na autorização de Bruxelas para uma recapitalização 100% pública.

António Costa diz que se limita a cumprir com a sua parte

00:0000:00

O chefe de Estado diz que, pela parte que lhe toca, fez o que tinha a fazer, e que a única missão do Governo passa por assegurar a recapitalização do banco e que tudo o resto é com outras entidades, como o Tribunal Constitucional

Perante a pergunta que se repete, o que irá acontecer se os administradores da CGD não entregarem as declarações de rendimentos, António Costa diz que "não é possível viver na base do suponhamos". Porque é que não hão de o fazer?". António Costa acrescentou ainda que o Tribunal Constitucional é a entidade responsável por resolver esse assunto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de