BES: Passos diz que Cavaco teve conhecimento de tudo o que quis saber

A resposta do primeiro-ministro surge depois de o Presidente da República justificar declarações sobre solidez do Banco Espírito Santo.

No domingo, em Arganil, Cavaco Silva afirmou que só defendeu a solidez do Banco Espírito Santo porque era a informação que tinha do Governo e do Banco de Portugal.

Hoje, o primeiro-ministro afirmou que o Presidente da República teve todas as hipóteses para fazer todas as perguntas que entendeu sobre o caso BES.

Passos Coelho lembrou que Cavaco não detém poderes executivos, logo não tem qualquer intervenção direta num caso de ajuda ou intervenção do Estado num banco.

No entanto, Passos sublinhou que o PR tem todo o direito de ser informado pelo Governo e - assegurou - tal foi cumprido à risca.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de