CaixaBank prepara-se para retirar BPI de bolsa

O CaixaBank acordou comprar a posição que o grupo Allianz detém no Banco BPI e vai avançar com um pedido para retirar o BPI de bolsa.

O CaixaBank informou este domingo que "acordou adquirir de sociedades do grupo Allianz ações representativas de 8,425% do capital social do Banco BPI, S.A.". "O preço total desta aquisição é EUR 177.979.336,50, o que corresponde a EUR 1,45 por ação do Banco BPI. Em virtude desta aquisição, o CaixaBank passa a deter 92,935% do capital social do Banco BPI", adianta o CaixaBank em comunicado divulgado pelo BPI.

Neste comunicado, o CaixaBank adianta que é sua intenção "requerer, nas próximas semanas, ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Banco BPI uma reunião para aprovar a perda de qualidade de sociedade aberta do Banco BPI".

"Caso a perda de qualidade de sociedade aberta seja aprovada pela assembleia geral do Banco BPI e pela CMVM, o CaixaBank irá propor-se adquirir todas as ações por si não detidas ao preço de EUR 1,45 por ação. Assim que o Banco BPI deixe de ser uma sociedade aberta após a aprovação da CMVM, o CaixaBank pretende proceder à aquisição potestativa das restantes ações ao mesmo preço de EUR 1,45 por ação", revela o comunicado emitido este domingo para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O preço oferecido, referiu o grupo espanhol no comunicado enviado à CMVM, "representa um prémio de 22,67% relativamente à última cotação de fecho do Banco BPI e um prémio de 22,16% relativamente ao preço médio ponderado dos últimos seis meses".

A somar aos quase 178 milhões de euros para a compra das ações detidas pela Allianz, o CaixaBank prevê, assim, desembolsar mais cerca de 149,25 milhões de euros para passar a deter 100% das ações do Banco BPI.

O CaixaBank e a Allianz acordaram também propor aos órgãos sociais do Banco BPI e da Allianz Portugal a reorganização da aliança de seguros em Portugal.

O Banco BPI continuará a deter uma participação de 35% na Allianz Portugal, assegurou ainda o grupo espanhol no comunicado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de