Futuro da linha do Douro passa por ligação a Espanha

É do domínio público e trata-se de um sonho antigo que poderia valorizar a Região demarcada do Alto Douro Vinhateiro e Património Mundial reconhecido pela UNESCO, a vontade de ligar a ferrovia nacional ao país de "nuestros hermanos".

A Câmara de Peso da Régua e a Associação Vale d'Ouro promovem a 15 de setembro um debate sobre a linha do Douro, a ligação à rede ferroviária espanhola e o impacto deste investimento na região.

A organização referiu esta segunda-feira, em comunicado, que o debate é subordinado ao tema "A linha do Douro, um futuro que tarda" e tem como objetivo "colocar na agenda nacional a exploração da ligação transfronteiriça e chamar a atenção para as oportunidades que esse investimento poderá ter na região".

É que, segundo acrescentaram os promotores da iniciativa, "apesar de diversos estudos elaborados ao longo dos anos confirmarem uma vocação estratégica deste eixo ferroviário para o país e para a Península Ibérica, no contexto transfronteiriço, a situação da linha do Douro tem-se vindo a deteriorar e o seu contributo para a economia tem vindo a ser negligenciado".

"O turismo é hoje uma das fortes vocações desta linha ferroviária, mas o potencial deste corredor está muito longe de estar esgotado", salientaram a Câmara de Peso da Régua e a Associação Vale d'Ouro, que tem sede no Pinhão, concelho de Alijó, distrito de Vila Real.

Em causa, para os promotores do debate, "não está apenas a eletrificação (...) mas também o potencial económico, de desenvolvimento regional e até operacional da rede ferroviária nacional e ibérica que o restabelecimento da ligação transfronteiriça poderia trazer".

O Governo já garantiu a eletrificação da linha do Douro até à estação de Peso da Régua. Esta linha está atualmente ativa entre o Porto e Pocinho, mas cada vez se ouvem mais vozes que defendem a reativação da ligação ao país vizinho.

Na estratégia que delineou para a década 2020-2030, a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Douro classificou a rede ferroviária de transportes e infraestruturas como "estruturante para a região".

No documento, a CIM, que representa 19 municípios durienses, destacou a "importância da reabilitação e eletrificação de toda a linha ferroviária do Douro até à cidade do Peso da Régua, bem como a ligação a Espanha".

Num estudo recente sobre as ligações ferroviárias transfronteiriças, a Comissão Europeia reconheceu que a linha do Douro é de "grande potencial em termos turísticos e de coesão social".

Neste estudo foram identificadas 48 ligações com maior potencial e geradoras de maiores benefícios económicos, onde se inclui a linha do Douro, pelo potencial turístico que servirá não só o Douro vinhateiro, como também toda região do Norte e as cidades vizinhas espanholas.

A União Europeia reconheceu igualmente a centralidade que tal projeto conferiria à linha do Douro, que permitiria a ida do Porto a Madrid e volta no mesmo dia, o que atualmente não é possível.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados