Durão Barroso é o novo presidente não-executivo do grupo Goldman Sachs

A notícia avançada pela TSF foi confirmada em comunicado pelo Goldman Sachs. O grupo adianta que Barroso vai também desempenhar as funções de consultor.

A Goldman Sachs International (GSI) anunciou esta sexta-feira, em comunicado, a nomeação de Durão Barroso para seu presidente não executivo e consultor do banco de investimento, confirmando as informações avançadas pela TSF.

Durão Barroso já tinha avançado, em entrevista à SIC e ao jornal Expresso, que se ia retirar da vida politica e começar a trabalhar no sector privado.

"A sua perspetiva, capacidade de avaliação e aconselhamento irão acrescentar muito valor ao Conselho de Administração da Goldman Sachs International, à Goldman Sachs, aos seus acionistas e trabalhadores", refere em comunicado o grupo financeiro com sede em Nova Iorque.

A jornalista Maria Augusta Casaca traça o perfil do grupo Goldman Sachs

00:0000:00

No Goldman Sachs, Durão Barroso vai também ser consultor para o Brexit. Em declarações ao jornal britânico Financial Times, Durão Barroso adianta que vai ajudar a minimizar os impactos negativos da saída do Reino Unido da União Europeia.

Durão Barroso concretiza: ao perder o acesso ao mercado único, o Reino Unido arrisca ver algumas instituições financeiras saírem de Londres. O objetivo é travar essa saída.

André Macedo, comentador de política da TSF, nota que Durão Barroso vai trabalhar para uma empresa conhecida por ter poucas preocupações sociais. Mas isso não é nada que deva tirar o sono ao novo chairman, diz o comentador.

Comentário de André Macedo sobre a contratação de Durão Barroso

00:0000:00

Durão Barroso foi presidente da Comissão Europeia de 2004 a 2014 e primeiro-ministro de Portugal de 2002 a 2004.

Foi eleito pela primeira vez para o parlamento português em 1985, ocupando em sucessivos governos os cargos de secretário de Estado da Administração Interna, secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, e ministro dos Negócios Estrangeiros.

Em 1999, foi eleito presidente do Partido Social Democrata e tornou-se líder da oposição.

Antes de iniciar a sua vida política, Durão Barroso assumiu várias posições académicas, entre as quais como professor convidado da Georgetown University.

É atualmente também professor convidado na Universidade Católica, em Lisboa, na Universidade de Genebra, e no Instituto de Altos Estudos Internacionais e do Desenvolvimento na mesma cidade.

José Manuel Durão Barroso foi reconhecido com vários graus honorários e recebeu mais de 60 condecorações, prémios e distinções, incluindo a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo e o Grande Colar da Ordem do Infante Dom Henrique.

* Notícia atualizada às 15h20 com declarações de Durão Barroso ao Financial Times

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de