Entregar IRS vai ser "confusão diabólica"

A Ordem dos Contabilistas receia o caos na próxima entrega do IRS devido à obrigatoriedade de os contribuintes validarem faturas na internet. A Associação Nacional de Freguesias pede que seja retomado o apoio às pessoas sem capacidade de aceder ao e-fatura.

O novo sistema de deduções do IRS exige, entre outras coisas, que os contribuintes tenham que validar as faturas através da internet, acedendo ao portal e-fatura.

A 31 de dezembro termina o prazo para todos os contribuintes garantirem que têm faturas com despesas de gerais (água, luz, telefone, roupa, compras de supermercado, entre outras)

Para o bastonário da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC), a entrega de despesas de IRS vai ser "muito complicada" e "vão acontecer muitos problemas quando os contribuintes forem enviar as declarações".

Domingues Azevedo antecipa grande confusão na entrega do IRS

00:0000:00

" É uma confusão diabólica que não faz sentido", disse à TSF Domingues Azevedo.

O bastonário adianta que o problema vai afetar não só as pessoas mais velhas, que nunca lidaram com um computador, mas também qualquer "cidadão normal".

Domingues Azevedo espera que o governo PS seja sensível ao problema e mantenha em vigor o método antigo.

Bastonário dos contabilistas pede medidas ao governo

00:0000:00

"O sensato era que fosse aceite o mecanismo de dedução que já era aceite o ano passado, em que as pessoas tinham que guardar as faturas, e no próximo ano então poder avançar com o sistema de indexação por código de atividade".

Segundo Domingues Azevedo, este governo tem que "fazer a diferença e ter maior sensatez" com estas temáticas.

ANAFRE quer reativar protocolo com AT

Presidente da ANAFRE quer retomar apoio formal aos contribuintes nas juntas de freguesias

00:0000:00

O tema também levanta preocupações à Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), que vai pedir ao governo para que seja retomado o protocolo que permitia às freguesias apoio às populações no preenchimento das declarações de IRS e esclarecer dúvidas.

"Vamos retomar a ideia de protocolo com a Autoridade Tributária (AT)", disse à TSF Pedro Cegonho.

O presidente da ANAFRE tenciona que o protocolo abranja a cedência de computadores às juntas de freguesia "para que os contribuintes mais velhos possam cumprir as obrigações" e a "formação dos colaboradores que fiquem a auxiliar as pessoas no acesso ao portal da Autoridade Tributária".

Atualmente não existe qualquer protocolo em vigor para que as freguesias deem apoio aos contribuintes no preenchimento das declarações de IRS, embora algumas freguesias ainda o continuem a fazer.

As novas regras do IRS também preocupam o Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos, que entregou na nova comissão de Orçamento e Finanças uma exposição pedindo um regime transitório para as despesas de IRS, segundo noticiou hoje o Negócios.

A TSF tenta obter um comentário do secretário de estado dos Assuntos Fiscais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de