Gestores do Banif perdem dinheiro e veem contas congeladas

O semanário Sol conta este sábado que os administradores só poderão voltar a movimentar as contas depois de apuradas eventuais responsabilidades na situação do banco.

O semanário Sol teve acesso a várias atas do Conselho de Administração do Banco de Portugal sobre a resolução aplicada ao Banif.

De acordo com os documentos, as contas dos gestores só vão ser desbloqueadas caso fique "demonstrado que as referidas pessoas, entidades ou membros dos órgãos de administração não estiveram, por ação ou omissão na origem das dificuldades financeiras do Banif".

Nas mesmas atas, fica ainda claro que, para além da origem do problema, os alegados envolvidos, atuais e antigos administradores do banco, vão ainda ter de demonstrar que também não contribuíram para o agravamento da situação do Banif.

A decisão afeta Jorge Tomé, o presidente executivo, Luís Amado, presidente do Conselho de Administração, mas também antigos administradores, como Teresa Roque e António Varela.

O Sol adianta que os elementos da equipa executiva do Banif ficam para já inibidos de utilizar os depósitos que tinham na instituição e veem ainda retidas as aplicações feitas nos últimos dois anos. Contas agora paradas no "banco mau", junto dos ativos tóxicos, que não transitam para o Santander Totta.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados