Economia

Alemanha: Desemprego em mínimos históricos dos últimos 20 anos

A taxa de desemprego na Alemanha voltou a cair de Dezembro para Janeiro, para os 6,7 por cento, renovando mínimos histórico dos últimos 20 anos.

A taxa de desemprego caiu para 6,7 por cento em Janeiro, em números com ajuste sazonal. Contudo, o total de desempregados, sem ajuste sazonal, chegou a três milhões, contra os 2,78 milhões em Dezembro.

PUB

Mantém-se o optimismo no mercado laboral alemão, até porque nunca houve tantos postos de trabalho livres no mês de Janeiro como este ano.

Há 452 mil empregos por ocupar, o que significa que as empresas continuam a procurar mão-de-obra, sobretudo especializada, encarando o futuro com franco optimismo.

Em nenhum sector se anunciam despedimentos substanciais. Pelo contrário, o número dos economicamente activos subiu 1,3 por cento em Dezembro, passando para mais de 41 milhões no sétimo mês consecutivo.

Esta evolução faz-se sentir na colecta fiscal, por isso alguns órgãos de comunicação social apresentam um ministro das Finanças sorridente.

Apesar da evolução positiva, alguns economistas afirmam que a quebra conjuntural na Europa acabará por se fazer sentir também na Alemanha, onde já se regista um abrandamento do ritmo de entradas de encomendas nas carteiras das várias empresas.