Paralisação

Já começou a greve da Ryanair. Há 28 voos cancelados em Lisboa, Porto e Faro

Funcionários da companhia aérea irlandesa estão esta quarta e quinta-feira em greve em três países.

 foto Stephanie Leqoc/EPA

Os tripulantes de cabine da Raynair iniciam esta quarta-feira o primeiro dia de greve em Portugal, Itália, Espanha e Bélgica.

Em Portugal, a Raynair admite que podem ser cancelados até 300 voos entre esta quarta e quinta-feira nos três países abrangidos pelo protesto.

Bruno Fialho, representante do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), diz que já foram cancelados 20 voos no Porto, cinco em Faro e três em Lisboa.

Your browser doesn’t support HTML5 audio

"Os tripulantes não tiveram medo e aderiram massivamente à greve", diz Bruno Fialho à TSF.

Os trabalhadores europeus exigem que a companhia de baixo custo aplique as leis nacionais laborais e não as do seu país de origem, a Irlanda.

Your browser doesn’t support HTML5 audio

"Foi enviada uma carta aos tripulantes a ameaçar que se não fossem voar no seu dia de folga seriam despedidos", denuncia.

Your browser doesn’t support HTML5 audio

Bruno Fialho acusa o Governo de não apoiar os tripulantes da Ryanair.

A Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) vai ter uma equipa de inspetores no Porto e outra de prevenção em Lisboa para garantir que a Ryanair cumpre tudo aquilo a que está obrigada para com os clientes no âmbito da greve de tripulantes europeus.

Na semana passada, a companhia informou que mais de 90% dos 50 mil passageiros com voos cancelados na quarta e quinta-feira, devido à greve dos tripulantes de cabine, tinham já alternativas asseguradas, como voos remarcados ou pedidos de reembolso feitos.

Carolina Rico