câmara lisboa

António Costa: Redução da semana de trabalho só se trabalhador concordar

As poupanças na Câmara de Lisboa são inevitáveis. António Costa desmente, no entanto, que tenha a intenção de impôr aos trabalhadores uma semana de quatro dias com redução salarial.

O presidente da câmara de Lisboa está a ponderar o encerramento de alguns serviços municipais um dia por semana. António Costa desmente, no entanto a imposição dessa redução e o respectivo corte salarial de 20 por cento.

PUB

Ouvido esta manhã pela TSF o autarca garante que tudo tem de ser feito a pedido do trabalhador, embora realce que o corte na despesa é inevitável.

Para além destas ideias que estão em cima da mesa o presidente da Câmara de Lisboa diz que as horas extraordinárias terão de ser cortadas já a partir de Janeiro. A única excepção nestes cortes será a polícia municipal.

Estas são mudanças que estão ainda em estudo. O presidente da câmara confirma que pediu a todas as direcções municipais a realização de uma análise do impacto financeiro da criação de uma semana de quatro dias em 2012.

Apesar dos esclarecimentos do autarca, o sindicato que representa os trabalhadores da câmara mantém as reservas e espera novos esclarecimentos.