EDP dá prejuízo em Portugal

Só 4% do lucro da EDP em 2018 foi gerado em Portugal, no ano anterior (2017) eram 20%. Lucros globais da empresa recuam para 519 milhões de euros.

Os resultados das contas do grupo energético foram publicados esta segunda-feira e mostram que pela primeira vez em 22 anos a EDP teve prejuízos no mercado português, uma situação que não acontecia "desde o inicio da privatização em 1997", sublinha a empresa que para justificar esta afirmação retira destas contas os resultados da EDP Renováveis em Portugal.

"Em 2018, o negócio em Portugal registou um prejuízo de 18 milhões de euros, por comparação com um lucro de 169 milhões de euros em 2017", adianta a comunicação da EDP aos mercados.

De resto, este comportamento negativo é justificado "pela elevada fiscalidade e por decisões regulatórias adversas", nomeadamente os 285 milhões de euros que o Governo cortou nos Custos de Manutenção de Equilíbrio Contratual (CMEC), uma matéria que a EDP discute em tribunal com o Governo.

Assim, o resultado líquido do grupo EDP (a nível global) baixou 53%, para 519 milhões de euros quando o ano passado se situou nos 1113 milhões de euros.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de