Economia

Governo abre crédito de 2.700 milhões para empresas

Linha Capitalizar, de 1.600 milhões, esgotou. Governo lança novas modalidades de crédito no valor total de 2.700 milhões de euros. Ministro da economia sublinha "condições muito favoráveis".

O Governo lança, esta quarta-feira, novas linhas de financiamento para empresas em condições superiores à da sistema financeiro, no valor total de 2.700 milhões de euros.

A linha de valor mais elevado é a Capitalizar 2018, que repete os 1.600 milhões da linha de financiamento que a antecedeu, em moldes praticamente iguais. O ministro da Economia sublinha que, no ano passado, a execução esta linha "foi mais do que ultrapassada, com mais de 2 mil milhões, beneficiando 24 mil empresas com mais de 300 mil trabalhadores".

Manuel Caldeira Cabral explica que o executivo decidiu renovar "a linha Capitalizar com 1.600 milhões, lançando também uma linha Capitalizar+, com condições mais interessantes, com prazos de empréstimo até 12 anos, períodos de carência de três anos, o que significa linhas de apoio ao investimento com condições muito favoráveis".

Para além da Capitalizar 2018, o ministro vai também apresentar "uma nova linha Mid Caps que vai permitir condições muito interessantes quer para PMEs quer para empresas de média dimensão". Esta linha, explica Manuel Caldeira Cabral, "permite investimentos até 12 anos e vai ter uma outra característica: não vai contar para os apoios do Estado", o que "vai permitir às empresas que beneficiam de outros apoios, quer do PT2020 quer isenções fiscais, quer outras linhas de crédito, poderem adicionalmente financiar-se nesta linha sem que isso conte para os limites de crédito".

Finalmente, o Governo vai lançar uma nova linha "Capitalizar Exportações, com 600 milhões, para apoiar as empresas exportadoras, quer na atividade quer no investimento quer no crédito a clientes". Esta linha, revela o governante, permite que "as empresas que concorrem internacionalmente o façam com melhores condições e possam concorrer com empresas de outros países que têm linhas de crédito semelhantes a esta e que conseguem conquistar clientes tendo melhores condições de financiamento para esses clientes".

O ministro acrescenta que este pacote inclui também "uma linha nova de apoio à digitalização: a Linha Indústria 4.0 terá 100 milhões para projetos na área da digitalização das empresas".

As novas linhas ficam todas disponíveis entre esta semana e o final do mês, sendo acessíveis através dos canais habituais: PME Investimentos (para a Linha Capitalizar 2018), SPGM - Sociedade de Investimento (para a linha Capitalizar Exportações) e Instituição Financeira de Desenvolvimento, vulgarmente designada banco de fomento (para a Capitalizar+ e Capitalizar Mid Caps).

  COMENTÁRIOS