Governo quer alargar prazo de entrega do IRS até 30 de junho

Versão preliminar do Orçamento do Estado para 2019 indica que declaração de IRS deve passar a ser "entregue, por transmissão eletrónica de dados, de 1 de abril a 30 de junho".

O Governo pretende prolongar um mês, até 30 de junho, o prazo para a entrega da declaração de IRS por via eletrónica, segundo uma versão preliminar da proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) a que a Lusa teve acesso.

Segundo o documento, que esteve em debate no Conselho de Ministros deste sábado, a declaração de IRS deve passar a ser "entregue, por transmissão eletrónica de dados, de 1 de abril a 30 de junho, independentemente de este dia ser útil ou não útil". Atualmente, a declaração de IRS é entregue de 01 de abril a 31 de maio.

O Governo aprovou, este sábado, a proposta de OE2019, o relatório e as Grandes Opções do Plano e o Quadro Plurianual de Programação Orçamental. O documento será entregue no parlamento na segunda-feira.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de