Saúde

Hospitais CUF recuam e voltam a atender beneficiários da ADSE

Numa nota interna da José de Mello Saúde, o grupo anuncia que as negociações vão permitir recuperar o acordo suspenso há mais de um mês.

A José de Mello Saúde interrompeu a "suspensão da convenção com a ADSE" que havia sido comunicada no passado dia 11 de fevereiro. Como tal, e de acordo com uma nota interna a que a TSF teve acesso, "foi retomada a normal execução da convenção em todas as unidades de saúde da rede CUF".

PUB

Os beneficiários da ADSE podem, assim, "voltar a fazer marcações e utilizar os serviços destas unidades, para além do dia 12 de abril, ao abrigo do regime convencionado".

A José de Mello Saúde e a ADSE estão em conversações para "superar as dificuldades enumeradas" no momento em que os hospitais CUF suspenderam os acordos com a ADSE.

"Apesar das diferenças que ainda separam ambas as entidades, a José de Mello Saúde reconhece o empenho que o Conselho Diretivo da ADSE e as suas tutelas têm colocado no progresso destas conversações", esclarece a José de Mello Saúde, frisando que a ADSE "tem colaborado ativamente na construção dos critérios que permitam funcionar num regime de equilíbrio e previsibilidade até à introdução de uma nova tabela".

A mesma nota refere que ADSE vai apresentar, no presente mês de março, "uma proposta de nova tabela para entrar em vigor até ao final de junho, removendo a imprevisibilidade e eliminando a regra das regularizações".

A José de Mello Saúde tem como expectativa que "a nova tabela tenha em consideração a sustentabilidade de todas as partes e contemple a futura correção monetária pela inflação que se vier justificar", já que apenas com a "adoção destes princípios será possível assegurar os superiores interesses dos beneficiários, garantindo-lhes acesso a cuidados de saúde com elevados padrões de qualidade e segurança, consistentes com a medicina atual".

  COMENTÁRIOS