Impostos penalizam lucros da REN

A Redes Energéticas Nacionais (REN) registou um lucro de quase 116 milhões de euros mas 42% do resultado bruto de 2018 foi para pagar impostos incluindo a CESE.

A Contribuição Especial para o Sector Elétrico (CESE), representa uma taxa efetiva de impostos de 13% que a REN teve que pagar no ano passado. A juntar a 29% de IRC, a REN pagou 42% dos lucros ao Estado. Ou seja, 83,7 milhões de euros (mais 5,4 milhões de euros do que no ano passado.

Em 2018, a REN pagou 25,3 milhões de euros no quadro da CESE, um valor que a empresa liderada por Rodrigo Costa continua a pagar mas que vai continuar a contestar em tribunal.

"Os casos que temos em tribunal vão continuar. Ainda temos que tomar algumas decisões se alguns vão por tribunal arbitral ou seguem para tribunal normal. Nós acreditamos que temos razão mas não quer dizer que nos venha a ser dada razão", defende Rodrigo Costa.

Para o presidente da REN, "nós tomámos uma posição desde o inicio que é diferente das outras empresas. Nós decidimos que preferimos pagar a CESE e continuar a fazer o nosso trabalho nos tribunais, como nos compete e é nosso dever fazer".

Apesar de dizer que paga mais impostos do que as outras empresas cotadas na bolsa, Rodrigo Costa adianta que os investimentos não vão parar até porque o Governo assumiu uma nova política energética.

"O Governo, e bem, pretende fazer uma série de investimentos novos que permitam uma transição energética de acordo com as métricas que se querem atingir, para isso acontecer vão ser criados novos centros eletroprodutores e vai ser necessários nalguns casos reforçarmos a rede e noutros casos criarmos ligações novas", explica Rodrigo Costa.

Estes novos investimentos têm "sempre algum impacto e o nosso objetivo nessa matéria adaptar o que temos a estas circunstâncias novas. E, alguns projetos são projetos de raiz diferentes", defende o presidente da REN.

Estes investimentos novos para a REN vão além dos 500 milhões de euros do Plano Estratégico 2018-2021.

A empresa apresentou esta quinta-feira as contas de 2018. "A REN registou um resultado líquido de 115,7 milhões de euros em 2018, um recuo de 8,1%".

Continuar a ler