ajuda externa

Moody's diz que acordo com a "troika" é positivo para o rating

A agência financeira considera positivo para a notação de crédito de Portugal o empréstimo de 78 mil milhões de euros acordado com a "troika".

No seu Weekly Credit Report, hoje divulgado, a agência de notação financeira diz que o programa da "troika" irá introduzir «disciplina externa adicional ao programa de reformas estruturais e à consolidação orçamental do país» e vai aliviar Portugal das pressões de financiamento à luz do limitado acesso ao mercado que tem actualmente.

A agência de rating espera ainda que o acordo coloque uma pressão significativa sobre Portugal para concretizar o programa de reformas estruturais, «incluindo medidas para aumentar a competição na economia e reduzir a carga fiscal sobre o trabalho de forma a aumentar o emprego», medidas para flexibilizar a legislação laboral, a protecção laboral e assim mudar a orientação da economia para uma vocação mais exportadora.

«Tais medidas são necessárias se Portugal quer libertar-se do baixo crescimento económico. Uma economia em expansão tornará muito mais fácil para o Governo reduzir o défice e a dívida», refere no documento.

A Moody's refere ainda que, se as metas acordadas forem cumpridas, o empréstimo irá permitir a Portugal estar fora do mercado nos próximos três anos.

  COMENTÁRIOS