Economia

Orçamento Participativo: Governo recolheu quase mil propostas em todo o país

A maior parte das sugestões é para a cultura.

Anda perto dos mil, o número de propostas para o primeiro Orçamento Participativo português. Desde janeiro, quem quis pôde apresentar ideias em sessões públicas que decorreram um pouco por todo o país.

Graça Fonseca, secretária de Estado adjunta e para a Modernização Administrativa, considera que a resposta dos portugueses foi muito positiva e que boa parte das ideias vai ser posta em prática.

Entre junho e setembro vai haver uma votação por sms e pela internet.

A última sessão para recolha de propostas é mais logo à tarde, na Fundação de Serralves, no Porto, com a presença do primeiro-ministro, António Costa.

  COMENTÁRIOS