França

Supressão de 2.700 empregos no Grupo PSA Peugeot Citroen

O grupo construtor de automóveis francês PSA Peugeot Citroën anunciou, esta quinta-feira, um plano de supressão de 2.700 postos de trabalho através de rescisões voluntárias em todos os locais e direcções do grupo.

Uma comissão central da empresa convocou para 02 de Dezembro uma reunião extraordinária para examinar o projecto de «reorganização dos empregos e das competências», precisa o grupo num comunicado.

O plano engloba operários profissionais, empregados, técnicos, mestres e quadros.

Por outro lado, o grupo prevê reenquadrar cerca de 900 «operários polivalentes» da fábrica de Rennes noutros locais do grupo.

O construtor de automóveis francês, tal como o seu concorrente Renault, fortemente afectado pela crise financeira, tinha anunciado recentemente encerramentos temporários de fábricas e uma baixa na produção.

A Renault também anunciou a supressão de 6.000 postos de trabalho na Europa, 4.900 dos quais em França.

A fábrica do grupo PSA Peugeot Citroën em Portugal, Mangualde, vai parar durante dez dias no próximo mês de Dezembro, faltando saber se as rescisões amigáveis da casa mãe vão também chegar à unidade.

Esta manhã, a administração da fábrica, contactada pela TSF, afirmou desconhecer se esta iniciativa vai abranger a fábrica de Mangualde.

Notícias Relacionadas