Economia

Tripulantes de cabine da Ryanair agendam greve para março e abril

Paragem será de até três dias na última quinzena do mês de março e até três dias na primeira quinzena do mês de abril.

Os tripulantes de cabine da Ryanair decidiram esta quinta-feira convocar até três dias de greve na última quinzena de março e até três dias na primeira quinzena de abril devido às "práticas empresariais que prejudicam gravemente" direitos dos trabalhadores.

Em assembleia-geral realizada esta quinta-feira, em Lisboa, os tripulantes decidiram mandatar a direção do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) para "convocar até três dias de greve a realizar na última quinzena do mês de março e até três dias a realizar na primeira quinzena do mês de abril de 2018, caso não haja uma alteração imediata e substancial das práticas empresariais que prejudicam gravemente os direitos dos tripulantes de cabine".

Segundo a moção aprovada na reunião magna, a que a agência Lusa teve acesso, a companhia aérea de baixo custo é acusada de não cumprir a legislação laboral portuguesa e de deterioração das condições de trabalho nos últimos anos.

  COMENTÁRIOS