Economia

UE terá posição "firme" sobre taxas às importações de aço e alumínio

O ministro da Economia admitiu esta segunda-feira que a União Europeia está a ser estudar medidas de salvaguarda.

"O que se trata é de garantir que há uma união entre os países da União Europeia (UE), que estes têm uma posição única, firme e determinada no sentido de não deixar passar estas medidas, nem deixar que haja uma evolução em que se comece a pôr em causa o que tem sido uma tradição nas últimas décadas, já desde a II Guerra Mundial, que é a de abertura ao comércio e de não imposição de tarifas", explicou Manuel Caldeira Cabral, à saída da reunião de ministros comunitários da Competitividade, que decorreu hoje em Bruxelas.

Salientando que os Estados-membros consideram que as taxas alfandegárias sobre as importações de aço e de alumínio "não são justificáveis", o ministro da Economia reconheceu que a Comissão Europeia está a estudar "medidas de salvaguarda" para responder à decisão dos Estados Unidos.

Manuel Caldeira Cabral negou que o estudo de medidas represente uma retaliação da UE aos Estados Unidos, mas assumiu que a Comissão Europeia está a estudar um conjunto de produtos em que possam ser aplicadas "salvaguardas".

"As regras da Organização Mundial do Comércio devem prevalecer e a UE está unida em passar uma mensagem a favor da abertura ao comércio. Não se trata aqui de alimentar guerras de comércio, em que todos perdem, a começar pelos cidadãos norte-americanos, trata-se de tratar destes assuntos com determinação", contrapôs.

O ministro português reconheceu ainda que a decisão dos Estados Unidos de aplicar taxas alfandegárias sobre as importações de aço e de alumínio não causará "impactos muito significativos diretos em Portugal".

"Penso que o que devemos enfatizar é que o comércio é bom para os dois lados do Atlântico. Não se deve deixar que isto entre numa escalada e que se deixem de respeitar as regras do multilateralismo que tanto contribuíram para a afirmação dos Estados unidos e da UE", concluiu.

  COMENTÁRIOS