Economia

Uma ponte aérea de negócios entre Portugal e México

A estratégia para 2017 e 2018 da Câmara de Comércio Luso Mexicana prevê várias viagens de empresários sobre o Atlântico. O embaixador mexicano em Lisboa fala em "diversificação".

Na prática, a ideia é aproveitar o efeito "Trump". A Câmara de Comércio Luso Mexicana, com a ajuda das diplomacias dos dois países e das agências de comércio externo, apresenta esta quinta-feira uma estratégia de cooperação que passa por uma espécie de ponte aérea para empresários.

Sem se assumir que a chegada de Trump à Casa Branca vai fechar portas aos empresários mexicanos, o plano prevê mais visita dos empresários portugueses ao México, e uma grande missão de empresários mexicanos em Portugal, no próximo outono.

A TSF falou com o embaixador do México em Portugal. Alfredo Pérez Bravo começou por explicar que não há motivos para alarme, e que nada mudou nas facilidades de investimento no país.

Atualmente, já há centenas de empresas portuguesas a trabalhar no México. Mas o embaixador mexicano em Lisboa entende que chegou a hora de encontrar caminhos alternativos também para as empresas mexicanas.

O embaixador Pérez Bravo recomenda que em Portugal as empresas mexicanas atuem do mesmo modo que é usado pelas empresas portuguesa que já estão no México, recorrendo a parceiros.

Esta quinta-feira é apresentado em Lisboa o plano anual de troca de negócios entre Portugal e México, que terá como ponto alto uma visita de empresários mexicanos a Portugal, no próximo outono. Miguel Gomes da Costa, da Câmara de Comércio Luso Mexicana, entende que há uma janela de oportunidade.

O plano é apresentado esta quinta-feira, em Lisboa.