Passes mais baratos na Carris, CP e Metro a partir de 1 de fevereiro

A data é assumida pelo presidente da Câmara de Lisboa à TSF, depois do Governo e da autarquia terem dito que a transferência da gestão da Carris estaria em vigor a 1 de janeiro.

Na manhã TSF, o vereador do CDS na Câmara de Lisboa tinha acusado Fernando Medina de propaganda política, enganando os lisboetas ao prometer passes mais baratos para crianças até aos 12 anos e para idosos logo no início do ano, quando isso não iria acontecer.

Entrevistado pela TSF, o presidente da Câmara de Lisboa sublinha que nunca falou da data de 1 de janeiro. Comprometeu-se apenas com o início de 2017 e a medida entra em vigor a 1 de fevereiro, garante Fernando Medina.

Fernando Medina sublinha que nunca referiu o dia 1 de janeiro para a entrada em vigor dos passes grátis e com descontos

00:0000:00

"Anunciei que as medidas entrariam em vigor no início do ano e, por questões técnicas, os nossos tarifários entram em vigor no dia 1 de fevereiro. Foi a adaptação do sistema para essas medidas entrarem, como outras medidas que irão entrando em vigor ao longo dos três anos de desenvolvimento da operação", declarou o autarca.

Sobre as críticas do CDS-PP, Fernando Medina lembra o passado recente do partido em matéria de transportes públicos, nomeadamente na capital.

Fernando Medina rejeita acusações e devolve críticas ao CDS-PP

00:0000:00

"O CDS foi um ativo agente na cidade e foi cúmplice no país de uma tentativa de destruição do transporte público na cidade de Lisboa. Foi sob a governação do governo anterior, com a participação ativa do CDS e também na câmara municipal, que a Carris perdeu um terço da sua oferta. Em que as pessoas ficaram sem ofertas noturnas de autocarros, em que os tarifários dispararam, em que as pessoas de maior idade passaram a pagar muito mais de transporte público, por isso uma crítica dessa natureza, com franqueza, não me motiva mais senão uma perplexidade de quem está habituado à memória curta mas não me esqueço do que fizeram ao longo dos últimos anos", acusa.

A gestão da Carris passa para as mãos da Câmara de Lisboa a 1 de janeiro de 2017. O diploma que determinou a transferência das ações da empresa pública para o município foi aprovado no Conselho de Ministros do passado dia 20 de dezembro e está ainda para análise na Presidência da República. O Plano Estratégico da empresa terá ainda de passar por reuniões de Câmara e da Assembleia Municipal.

Novos preços a partir de fevereiro

As crianças entre os quatro e os 11 anos vão ter direito a um passe social gratuito, mas é obrigatória a aquisição do cartão Lisboa Viva que custa sete euros. Entre os 12 e os 18, o valor do passe mantém-se nos 26,75 euros mensais.

Para a terceira idade, o passe sénior vai passar a custar 14,5 euros. Atualmente o mesmo passe custa 26,75 euros e, por isso, a poupança anual dos utilizadores pode chegar aos 147 euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de