Orçamento tardou mas chegou. Conferência de Centeno esta terça de manhã

Proposta de OE entregue, na AR, a dez minutos da meia-noite. Centeno explica documento esta manhã, às 8h30. "É para todos os portugueses", considera ministro. Consulte aqui o OE.

VEJA AQUI NA ÍNTEGRA O ORÇAMENTO DO ESTADO PARA 2019

O Orçamento para 2019 chegou ainda antes das doze badaladas, qual carruagem de Cinderela , em risco de se transformar em abóbora.

Faltavam quinze minutos para a meia-noite, quando Mário Centeno, acompanhado pela equipa das Finanças, chegou ao Parlamento, poucos minutos depois, entregou ao Presidente da Assembleia da República a pen com as contas para o último ano da legislatura.

Mário Centeno justificou o atraso com a "exigência e o rigor" do trabalho dos serviços do ministério das Finanças. E garantiu que o Orçamento de 2019 "prossegue caminho de rigor", "continua a cumprir os compromissos internacionais" e "é para todos os portugueses".

Questionado sobre o montante disponível para aumentos na Administração Pública, Centeno remeteu a "continuação do diálogo com os jornalistas para amanhã [esta terça-feira, às 08h30]".

A saga dos Orçamentos

É mais um capítulo para a saga dos Orçamentos: e, como já aconteceu antes, apenas no dia seguinte, às oito e meia da manhã, vai acontecer a apresentação pública, no ministério das Finanças.

A noite já ia avançada e os corredores da Assembleia da República ainda apresentavam um movimento invulgar: deputados, assessores e jornalistas que aguardavam a chegada do ministro das Finanças.

No momento em que se soube que a conferência de imprensa tinha sido adiada para amanhã, os partidos desmobilizaram, remetendo as reações também para terça-feira.

A entrega fora de horas lembra o último Orçamento de Fernando Teixeira dos Santos, no Governo de José Sócrates Já eram onze e meia quando chegou a pen mas não vinha completa: faltavam dados que só chegaram no dia seguinte.

Nos anos seguintes, com mais ou menos olheiras, primeiro com Vítor Gaspar e depois com Maria Luís Albuquerque, o Orçamento foi entregue ainda com luz do dia e foi seguido da tradicional conferência de imprensa no ministério das Finanças.

O mesmo cenário ocorreu no primeiro Orçamento de Mário Centeno, entregue a horas, pouco depois das quatro da tarde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de