Portugal é um dos países mais dependentes do turismo

Nove em cada cem euros da economia portuguesa vêm diretamente do turismo.

Portugal é um dos países desenvolvidos onde a economia mais depende do turismo. Pelas contas da Organização Mundial do Turismo apenas em Espanha o turismo tem mais importância direta no Produto Interno Bruto (PIB).

O estudo sobre as tendências do turismo na União Europeia na última década até 2016, sendo que, recorde-se, em 2017 a chegada de estrangeiros para passar férias em Portugal atingiu, depois, um novo recorde.

Pelas contas do estudo, os dois países ibéricos lideraram nos últimos anos o crescimento do setor na Europa, sendo que em Portugal o turismo contribui diretamente para cerca de 9% do PIB, a segunda maior percentagem não apenas da Europa mas também dos países desenvolvidos da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico).

Em Espanha, o país líder nesta tabela, o turismo vale diretamente 11% da economia.

Portugal fica à frente de países como a França (7%), Itália (6%), bem como a Áustria, Hungria e Grécia onde o turismo vale um pouco acima dos 5% do PIB.

O turismo português vale ainda 20% das exportações do país e 58% das exportações na área dos serviços.

A Organização Mundial do Turismo sublinha que o setor está a ser muito importante para a recuperação de muitas economias europeias, em especial da Europa do Sul como Portugal, "contribuindo para a criação de emprego e a 'saúde' da balança comercial" com o estrangeiro.

Portugueses são dos que menos fazem férias

No balanço entre as receitas dos estrangeiros que chegam a Portugal e dos portugueses que saem para fazer férias lá fora, Portugal é um dos países que mais fica a ganhar.

Apesar de receber muitos turistas, apenas pouco mais de 40% dos portugueses fazem turismo (o quinto número mais baixo da União Europeia) e, desses, três em cada quatro fazem-no dentro de fronteiras.

Em 2016, últimos números disponíveis, as receitas com os turistas estrangeiros em Portugal subiram 11% para 12,7 mil milhões de euros, mas os portugueses só gastaram 3,8 mil milhões de euros em férias lá fora, o que dá um balanço positivo de quase 9 mil milhões de euros para a economia nacional.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados