Sindicatos prometem luta se Governo mantiver congelamentos na Função Pública

O descongelamento dos salários na Administração Pública, reivindicado pelos sindicatos, foi o ponto de partida para o debate no Fórum TSF.

O mês de maio vai ser de protesto para os funcionários públicos. O anúncio foi feito esta manhã, no Fórum TSF, por José Abraão, dirigente da Federação de Sindicatos da Administração Pública e de Entidades com Fins Públicos (FESAP).

A propósito da intenção do Governo de manter congelados os aumentos da Função Pública, José Abraão afirmou que ainda não perdeu a esperança. "Valorizamos tudo o que foi feito até agora, mas é altura de virar a página", declarou o dirigente sindical.

"Se o ministro Centeno tem o objetivo de cumprir as metas europeias, nós estamos a cumpri-las. Cumpram-se com alguma flexibilidade, sem esta rigidez, que nos empurra para a luta e para o protesto", pediu José Abraão.

O representante da FNE avisa, por isso, que "a primeira quinzena de maio vai ser de luta, de protestos por aumentos salariais, pela igualdade de tratamento, pelas 35 horas semanais [de trabalho] na área da Saúde, para reduzir a precariedade".

Já Ana Avoila, dirigente da Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública vai mais longe. No Fórum TSF, a sindicalista acusou o Governo de ter em prática uma política de redução do valor geral dos salários, não apenas na administração pública.

Ana Avoila lembrou o bom momento económico que o país vive para concluir que a opção do Governo não é compreensível e prometeu consequências, se não chegar uma resposta do executivo socialista.

"Só chegamos à luta quando não temos alternativa. Neste momento está tudo parado: não à respostas aos professores, nem aos enfermeiros, nem em parte nenhuma", descreveu a dirigente sindical. "Insistindo nisso, o Governo paga as consequências. Vai pagar o Governo e vai pagar o país", alertou.

*com Manuel Acácio e Nuno Domingues

Notícia atualizada às 13h42, com correção de designação de organização sindical

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de