Teixeira dos Santos diz que não há GPS para a actual crise

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira no Algarve, que não existe um GPS para indicar o caminho para enfrentar a actual crise. «Temos de nos guiar pelas estrelas», sublinhou Teixeira dos Santos, acrescentando que nesse trilho existem muitas «nuvens».

«Fazer politica em condições de normalidade é quase como navegar com GPS, mas quando nós enfrentamos uma crise sem precedentes como esta», não existem indicações nos livro, nem uma «receita», disse o ministro das Finanças.

Fernando Teixeira dos Santos frisou que o país está confrontado com «uma situação que é inteiramente nova» e que, por isso, constitui um «desafio» para os políticos. «Perante esta crise sem precedentes, não há GPS que funcione», acrescentou.

«Temos de nos guiar pelas estrelas. Temos é aqui um problema é que as nuvens são muitas», frisou o titular da pasta das Finanças, que fez de professor na Universidade Meridional, onde deu uma lição de politica e administração autárquica.

A propósito da crise, o ministro das Finanças lembrou ainda que as medidas aplicadas pelo Governo ajudam, mas não podem durar sempre e, simultaneamente, lançou um repto contra a resignação.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de