Ainda não 'chega' de Ventura. Coligação Basta já decidiu e o cabeça de lista mantém-se

André Ventura, o cabeça de lista da coligação Basta às eleições europeias, tinha colocado o lugar à disposição, depois de estalar a polémica. O candidato faltou a um debate político na RTP para fazer comentário futebolístico na CMTV.

A coligação Basta aprovou, na última noite, a permanência de André Ventura como cabeça de lista às eleições europeias. O candidato da coligação - que inclui o partido Chega, o Partido Popular Monárquico (PPM), o Partido Cidadania e Democracia Cristã (PPV/CDC) e o movimento Democracia21 - foi alvo de duras críticas por ter faltado ao debate entre os cabeças de lista às europeias que decorria na RTP, a 13 de maio, quando, ao mesmo tempo, se encontrava a comentar jogos de futebol na CMTV.

Na sequência da polémica, André Ventura colocou o lugar à disposição , admitindo que a decisão de faltar ao debate "gerou algum mal-estar" entre os apoiantes, financiadores e membros da coligação".

O candidato defendeu, contudo, ter tomado " decisão correta". "O facto de ter estado na CMTV tem que ver com isto: eu não sou rico. Vivo dos meus compromissos profissionais e decidi cumprir com a minha palavra e com a minha obrigação", justificou.

Em comunicado, a coligação Basta informa agora que "a permanência do Dr. André Ventura enquanto cabeça de lista da Coligação BASTA foi aprovada unanimemente por todos os líderes dos partidos e movimentos que a constituem - Gonçalo da Câmara Pereira (PPM), Manuel Matias (PPV/CDC) e Sofia Afonso Ferreira (Democracia21)".

Em vez do comportamento de André Ventura, a coligação censura o procedimento da RTP, que "alterou a hora do debate sabendo previamente de compromissos profissionais assumidos noutro canal (...) e não permitindo a substituição por outro representante da coligação Basta".

"A quebra de compromisso deveu-se às decisões da RTP, não do cabeça de lista da coligação BASTA", lê-se no comunicado.

A coligação acrescenta ainda que em "qualquer futura situação semelhante que ocorra na campanha, forçando a sobreposição na agenda de compromissos profissionais e que atinja o cabeça de lista ou restantes candidatos, a decisão será a mesma.

LER MAIS:

- "Não sou rico." Ventura coloca lugar à disposição após trocar debate por comentário desportivo

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de