E a caravana passa

Muita parra e pouca uva

Há esforço, há ritmo, há sorrisos, centenas de canetas e de postais. A caravana juntou mais gente na Guarda do que em Viseu e foi embalada pelos percussionistas do "Trocadalho do Carilho".

PUB

Mas, apesar do som a ecoar pelas ruas, ao nível do contacto com a população está fraquinho.

Honra seja feita à tentativa que foi esforçada. Será que a culpa é apenas do frio, da desertificação do interior ou do próprio PSD?

  COMENTÁRIOS