Portas, o guru de Melo

Qual dueto afinado, Nuno Melo e Paulo Portas definem, em perfeita sintonia, um CDS posicionado à direita - "a direita da moderação" - para recolocar o partido no papel de uma oposição ao Governo "das esquerdas" sem margem para equívocos.

E, se o regresso de Portas à cena política para "dar força ao amigo" se transformou numa noite emotiva, Nuno Melo segue os passos e as ideias do "guru" político nesta campanha, que em troca elogia o candidato como "um dos purinhos" do partido, de "quem recebeu ajuda para aguentar os tempos difíceis".

Cúmplices nos bons e maus momentos, avançam na cruzada de contrariar os radicalismos "de esquerda e de direita", sob o olhar atento da líder do partido. Melo, como o inspirador, já faz sucesso nas feiras e mercados e apela ao voto sem falar em centro político.

A poucos dias da ida às urnas, resta saber se a linha vinga e qual o lugar de Cristas na foto da família centrista.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de