Quem são as empresas premiadas pelos Heróis PME?

Já está em curso a terceira edição dos Heróis PME, e a busca pelas PME mais corajosas e persistentes. Mas antes de encontrar o grande vencedor deste ano, será que sabe quem foram as últimas duas empresas premiadas?

A iniciativa Heróis PME caminha para o terceiro ano e mantém o objetivo de encontrar e premiar as PME que conseguiram "dar o salto" depois de muito trabalho e muito esforço, contra todas as adversidades.

Nas edições anteriores, as duas PME vencedoras foram a "Prisca - Alimentação, S.A." - primeira vencedora - e o "CMM - Centros Médicos e Reabilitação" - vencedor do ano passado.

A primeira destacou-se pela forma ambiciosa como cresceu, superando a concorrência e as dificuldades que foram surgindo. Fundada em 1993, a Prisca começou por dedicar-se à venda de carnes frescas e à produção artesanal de enchidos, de feira em feira. O negócio cresceu de tal maneira que foi preciso dar resposta às necessidades maiores ao nível da produção e das condições de higiene e segurança alimentar. Depois de muito investimento e da implementação da visão estratégica certa, a empresa cresceu até novas unidades e alargou a sua produção até ao setor das compotas e condimentos. A Prisa tem hoje um volume de negócios que ultrapassa os 8 milhões de euros e é reconhecida internacionalmente, estando presente em mais de 40 países.

A segunda empresa premiada tem um percurso semelhante. O "CMM - Centros Médicos e Reabilitação" foi fundado em 2006 por Gabriel Martins da Costa. Com apenas 19 anos, este empresário criou a sua primeira empresa com um empréstimo familiar, acabando por vendê-la dois anos depois. Mais tarde, criou o seu próprio negócio, em conjunto com o pai (e a ajuda de mais dois médicos): o CMM, Centro Médico da Murtosa, que, inicialmente, se dedicava a fisioterapia, reabilitação e consultas médicas de especialidade e enfermagem. Com a crise de 2011 e os cortes sucessivos no setor da saúde foi necessário reinventarem-se e isso levou à aquisição de novas clínicas em risco de fechar. Hoje são um dos pilares da empresa e desenvolveram a sua própria plataforma digital de trabalho. As clínicas servem atualmente cerca de 5000 pacientes por dia e têm mais de 450 pessoas envolvidas.

Se a sua empresa também tem uma história de coragem e superação, esteja atento: o prémio Heróis PME é para si.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de