Altice usa a inteligência dos dados para ajudar empresas e cidades

A solução Geo Analytics permite antecipar comportamentos de consumidores, viajantes ou residentes e com isso apoiar o comércio, o turismo e a gestão urbana na hora de decidir.

Quem não gostaria de poder antecipar os comportamentos das pessoas enquanto consumidores, viajantes ou residentes? Conhecer os padrões de comportamento e fluxos de mobilidade de clientes, visitantes ou munícipes que frequentam determinada área geográfica, de modo a que seja possível tomar decisões mais sustentadas sobre o desenvolvimento estratégico dos negócios ou de cidades é uma ferramenta que todas as entidades, públicas ou privadas, sempre sonharam ter. Hoje, graças ao avanço das tecnologias de georreferenciação 4G incorporadas nos telemóveis, esse conhecimento já deixou de ser do domínio da ficção científica, para ser uma realidade. Um exemplo disso mesmo é a Geo Analytics, uma das muitas soluções que a Altice disponibiliza aos seus clientes empresariais.

"Esta informação permitirá definir ações com maior impacto na captação e experiência de clientes, turistas e visitantes, bem como otimizar fluxos de mobilidade", especifica a operadora de telecomunicações, que, através do tratamento dos dados, os torna inteligentes e úteis em vários domínios.

Entre as principais vantagens de uma solução como a Geo Analytics está o possibilitar uma maior agilidade na tomada de decisão, na medida em que permite aceder a análises de mercado, com informação relevante da envolvente do negócio ou de um município, o que promove decisões mais fundamentadas. Por outro lado, há claros ganhos de eficiência e competitividade, já que os esforços são concentrados no momento e lugar certos, bem como junto do público-alvo, de modo a garantir maior atratividade e impacto.

O facto de se conhecer melhor o perfil de quem visita e utiliza os serviços permite igualmente antecipar necessidades, captar o público-alvo, melhorar a qualidade do serviço e a experiência do cliente ou visitante.

Do turismo aos transportes

Que exemplos concretos podemos encontrar destas aplicações? A Altice destaca, por exemplo, o setor do turismo, onde aceder aos padrões de percursos, preferências e tendências de turistas e visitantes, nacionais ou estrangeiros, permite endereçar estratégias para captá-los de forma mais eficaz e melhorar a sua experiência.

Mas não só. A área da Mobilidade, nomeadamente o setor dos transportes públicos, pode beneficiar largamente da inteligência dos dados fornecidos pelos telemóveis que transportamos quando nos movemos. Permite conhecer os fluxos de mobilidade e otimizar os percursos de viagem para melhorar as experiências dos utilizadores, bem como as redes de infraestruturas - por exemplo, matrizes origem-destino, nós de congestionamento, eixos e transportes mais utilizados.

No comércio a retalho este tipo de informação mais afinada pode fornecer pistas sobre onde abrir as próximas lojas, tem em conta os circuitos de maior circulação.

Esta análise pode ser feita à medida, com informação real e precisa, cobrindo os indicadores que mais interessam a um determinado cliente.

"O serviço é enriquecido com dados da rede móvel MEO que assegura cobertura 4G a 99,45% da população no Continente e Ilhas e, simultaneamente, a maior quota de mercado móvel. Isto confere maior precisão ao serviço, por via da extrapolação de amostras com maior volumetria de metadados para análise", especifica a operadora.

A Altice garante ainda que, nos termos legais, os dados disponibilizados têm relevância estatística e não incluem qualquer informação pessoal identificável evitando preocupações regulatórias ou legais sobre os dados recolhidos. Todos os sets de dados são tratados e processados para que o processo de anonimização seja irreversível, sendo usados em agregações e não detalhe ou descrições de movimentos pessoais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de