Pandemia ajudou mas Portugal ainda longe da média europeia no comércio online

Pandemia de Covid-19 acelerou o comércio eletrónico em Portugal, mas ainda há um longo caminho a percorrer até que o país chegue à media da União Europeia.

Estima-se que o valor do comércio eletrónico em Portugal se tenha situado nos 110,6 mil milhões de euros em 2020, o que representa um crescimento de 15% face ao período homólogo.

A pandemia da Covid-19 mudou profundamente os hábitos dos consumidores, transformou empresas e negócios e alavancou substancialmente a aceleração do e-Commerce.

A ACEPI - Associação da Economia Digital estima que, em Portugal, 57% dos utilizadores de internet fizeram compras online em 2020, com 73% dos compradores online a fazer compras em média 3 a 5 vezes por mês. Além do crescimento de e-shoppers, também o valor gasto e a intensidade de compras estão a crescer.

A população portuguesa é cada vez mais digital. Ao longo dos últimos anos, a utilização da internet tem vindo a aumentar e, em 2019, atingiu três quartos dos portugueses. Considerando o efeito da pandemia Covid-19, terá atingido 81% da população em 2020.

Apesar de se ter constatado uma grande evolução na eficácia das modalidades de pagamento, no conteúdo e transparência da informação, nos métodos de entrega e no carrinho de compras flexível e intuitivo, Portugal continua longe da média europeia no comércio online, muito devido à confiança e à segurança percebida pelo consumidor.

Até ao próximo dia 28 de novembro, terá que ser transposta para a legislação nacional a nova Diretiva Europeia para direitos do consumidor nas compras online, que prevê a definição de devoluções e garantias, direito de cancelamento, resolução de conflitos online, ou obrigações contratuais.

Num ambiente regulatório e tributário em constante mudança, é importante que as empresas estejam atentas a possíveis alterações ou limitações nos negócios online, assim como às tendências do mercado e do consumidor e oportunidades que este mercado imaterial permite explorar.

Esta é uma área relativamente à qual advogados, fiscalistas e tecnólogos são sem dúvida consultores essenciais no apoio às empresas e negócios.

Estes e outros conteúdos estão disponíveis para ouvir na página do Minuto Moneris onde a consultora dá os melhores conselhos de governação para a rentabilização dos negócios das empresas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de