Política Agrícola Comum aos olhos do mundo empresarial

"Mais simples, moderna e com um maior apoio à agricultura baseada no conhecimento": a nova Politica Agrícola Comum vista pelo mundo empresarial.

A nova Política Agrícola Comum, a PAC, foi divulgada pela Comissão Europeia para o período 2021-2027. Centra-se na simplificação, na modernização e num maior apoio à agricultura baseada no conhecimento, com foco no meio ambiente e alterações climáticas, mas também com uma distribuição mais justa e eficaz dos apoios.

O desenvolvimento rural e a aplicação de um novo sistema de pagamentos diretos continuarão a ser os elementos prioritários e basilares da nova PAC, sendo que os financiamentos à investigação e inovação, desenvolvimento rural e bioeconomia, deverão registar um aumento das taxas de cofinanciamento nacional.

A nova PAC tem como principais objetivos a melhoria da competitividade e orientação para o mercado, a redução do impacto das alterações climáticas, o incremento da proteção da biodiversidade, o apoio à renda agrícola e à resiliência das explorações, bem como o desenvolvimento sustentável e a gestão dos recursos naturais.

A nova PAC poderá gerar um impacto positivo no emprego, crescimento e redução da pobreza nas zonas rurais, sendo que estes desígnios serão conseguidos à custa da implementação dos pilares prioritários da futura PAC, como o apoio aos jovens agricultores, o conhecimento, a inovação científica e o incremento da aplicabilidade da tecnologia às culturas e ao mundo rural, viabilizando a resiliência das explorações agrícolas consubstanciada no incremento do financiamento à investigação.

A União Europeia estabeleceu ademais uma ampla lista de objetivos veiculados a diversos tipos de intervenção sobre o ar, água, solo e biodiversidade, instrumentalizando a PAC pós-2020 como veículo indutor do reforço da proteção do meio ambiente e da mitigação da ação climática.

Os agentes e toda a envolvente do meio agrícola esperam que a nova PAC venha reforçar os instrumentos e apoios disponíveis, que em alguns casos se revelaram claramente insuficientes e redundantes no esforço de crescimento dimensional e financeiro dos agentes económicos que operam no setor agrícola.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de