Adega do Marquês "dá música" com guitarras construídas com madeira de túneis

Esta semana, Oeiras é protagonista no programa "Na minha praia".

O cheiro adocicado do álcool cruzado com a madeira de carvalho preenchem o ar da Adega do Marquês em Oeiras. Uma adega com particularidades de construção, onde se produz vinho de Carcavelos. O arquiteto paisagista Alexandre Lisboa trocou o ordenamento pelos vinhos e com paixão mostra-nos como se recuperou o espaço da Adega do Marquês.

600 pipas de 225 litros cada uma, mas a principal atração é o túnel reconstruído com as madeiras originais do século XVIII. Supostamente regressaram ao local de onde partiram. A madeira foi comprada com o intuito de ser usada para a criação de guitarras elétricas. Pode conhecer toda esta história na reportagem áudio que anexamos a este texto.

A Câmara Municipal comprou a madeira do lote que seria todo transformado em guitarras elétricas e com ele devolveu um dos tuneis originais da Adega do Marquês de Pombal e o projeto foi expandido. A proposta agora é a de unir o vinho à música. Está na calha a construção de várias guitarras com a madeira que já foi dos túneis do marquês. Estes exemplares devem ser mostrados em breve.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados