Para o surf "não há igual à Ericeira, na Europa ou no mundo"

Presidente do Ericeira Surf Clube recebe o "Na minha Praia".

Hoje continuamos a surfar a onda.

A meca do surf é a Ericeira. Noutros tempos, anos 70 e 80 do século passado, a pequena vila piscatória da Ericeira passava ao lado das rotas internacionais do surf, dos campeonatos, nacionais ou estrangeiros. Mas já havia quem surfasse nestas ondas quase todos os dias. Sobretudo nas ondas das praias mais a sul, as que ficam aos pés da vila da Ericeira.

Nessa altura miúdos, depois de surfarem na crista da onda iam a pé, descalços até casa.

Eram outros tempos, os tempos de Miguel Barata de Almeida, presidente do Ericeira Surf Clube, com quem hoje estamos à conversa.

Miguel Barata de Almeida, presidente do Ericeira Surf Clube. Ele que hoje tem também a sua escola de Surf, ele que aprendeu a surfar nas ondas da Praia do Sul, na Ericeira.

O Ericeira Surf Clube continua ativo na organização de provas nacionais e internacionais nas várias modalidades que abrange.

Em setembro, logo no início, há a taça nacional de surfing, cinco dias, com a esperança que o Ericeira Surf Clube renove o título de campeão nacional.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados