Carro voador já tem autorização para descolar mas exige licença de piloto

Voos de teste incluíram mais de 200 descolagens e aterragens e respeitaram as normas da Agência Europeia para a Segurança da Aviação.

PorCátia Carmo
© Klein Vision

Um carro que pode transformar-se num pequeno avião passou nos testes de voo, na Eslováquia, e já tem autorização para voar. Foi batizado de "AirCar" e tem um certificado oficial de aeronavegabilidade da Autoridade Eslovaca de Transportes, algo que conseguiu depois de completar 70 horas de "rigorosos testes de voo", avança a Klein Vision, empresa por trás do veículo.

Os voos de teste incluíram mais de 200 descolagens e aterragens e respeitaram as normas da Agência Europeia para a Segurança da Aviação.

"Os testes de voo desafiantes incluíram toda a gama de manobras de voo e desempenho e demonstraram uma espantosa estabilidade estática e dinâmica no modo de aeronave", referiu a empresa em comunicado.

No entanto, apesar de o carro já ter autorização para descolar, um porta-voz da Klein explicou à CNN norte-americana que será necessária uma licença de piloto para conduzir este veículo híbrido e acrescentou que a empresa espera ter o "AirCar" disponível no mercado dentro de um ano.

A produção do protótipo envolveu uma equipa de oito especialistas que trabalhou durante mais de 100 mil horas em conceitos de design e modelos matemáticos. O "AirCar" é alimentado por um motor BMW de 1,6L, funciona com "combustível vendido em qualquer posto de gasolina" e pode voar a uma altitude máxima de cinco mil metros, explicou Anton Zajac, cofundador da Klein Vision.

Porta aberta para "produção em massa de carros voadores"

Em junho, o carro voador completou um voo de teste de 35 minutos entre os aeroportos de Nitra e a capital Bratislava, na Eslováquia. Depois de aterrar, a aeronave converteu-se num carro e foi conduzida para o centro da cidade.

"A certificação do AirCar abre a porta para a produção em massa de carros voadores muito eficientes", disse o piloto de testes Stefan Klein, inventor do carro e líder da equipa de desenvolvimento.

Contudo, Kyriakos Kourousis, presidente do grupo de especialistas em Aeronaveworthiness & Maintenance da Royal Aeronautical Society, garantiu que "esta não é a primeira vez que este tipo de veículo é certificado".

"Se a empresa que está envolvida na certificação fez o negócio, isso irá progredir na criação de um produto que pode chegar ao mercado. Vai criar novas oportunidades de emprego e permitir desenvolvimento de novas tecnologias", defende.

Kyriakos Kourousis acredita que veículos como o "AirCar" podem, no futuro, vir a substituir os helicópteros.

"A escolha de um motor de combustão interno para o sistema de propulsão deste veículo foi provavelmente feita para depender de tecnologia comprovada. O impacto ambiental pode ser substancial se a utilização destes veículos aumentar, especialmente em ambientes urbanos. Acredito que veremos veículos deste tipo, totalmente elétricos ou pelo menos híbridos, num futuro próximo, contribuindo para as nossas metas de sustentabilidade ambiental", acrescentou o presidente do grupo de especialistas em Aeronaveworthiness & Maintenance da Royal Aeronautical Society.

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG