Hipótese de Riemann, um dos "problemas do milénio", terá sido resolvida na Venezuela

Instituto Clay de Matemática de Cambridge prometia, desde 2000, um milhão de dólares pela solução da hipótese.

PorTSF com Lusa
© Domínio público

Quatro cientistas venezuelanos afirmam ter resolvido a Hipótese de Riemann, que desde há mais de um século matemáticos de todo o mundo tentavam resolver, estando a aguardar o parecer da Academia de Ciências Físicas, Matemáticas e Naturais da Venezuela.

Segundo o diário venezuelano El Universal, os cientistas Rodolfo A-Nieves Rivas, Pedro Fernández Navarrete, Maximiliano Bandrés Díaz e Zollner Castellano Pabín apresentarão àquela Academia "um contraexemplo" criado por Rodolfo A-Nieves Rivas que pretende resolver a Hipótese de Riemann.

Em declarações à TSF, Rudolfo A-Nieves Rivas explica o problema: "Se existe um padrão ou uma regularidade, uma harmonia nos números primos, encontrei uma equação diofantina que permite determinar de forma precisa e exata e contá-los a todos e a cada um e isso está vinculado a esta hipótese."

Os números primos estão "intrinsecamente introduzido no sistema de segurança bancária, de segurança de contas", esclarece o cientista. "Por exemplo, nas contas de correio eletrónico , de Facebook, de Instagram, tudo isso usa números primos e essa é a importância deste tema", garante.

Ouça a reportagem da TSF

Your browser doesn’t support HTML5 audio

"Eu vou apresentar ao mundo uma forma de segurança extra que vai permitir que a parte vulnerável desapareça. Por exemplo, na Europa há uma instituição que está preocupada com a parte vulnerável da cibersegurança no mundo e estamos a tentar chegar até eles e apresentar-lhes um projeto que garanta essa segurança com números primos adicionais", afirma Rudolfo A-Nieves Rivas.

A hipótese em causa, um problema sem solução, foi selecionada em maio de 2000, pelo Instituto Clay de Matemática de Cambridge como "um dos sete problemas do milénio", pelos quais oferece um milhão de dólares a quem os resolver.

Desde 2015, que A-Nieves, Fernández, Bandrés e Castellanos vinham trabalhando na solução desta hipótese, que já foi apresentada como um primeiro passo à Academia de Ciências Físicas, Matemáticas e Naturais da Venezuela para a sua avaliação e parecer.

Uma vez avaliada pela Academia, a resolução destes cientistas venezuelanos será apresentada aos peritos da comunidade científica venezuelana e internacional.

Os cientistas venezuelanos Rodolfo A-Nieves Rivas, Pedro Fernández Navarrete, Maximiliano Bandrés Díaz e Zollner Castellano Pabín© DR

O presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática, João Araújo, explicou à TSF o problema.

"A Hipótese de Riemann é um problema de matemática pura um pouco difícil de explicar em termos de linguagem comum. Basicamente, diz que numa determinada função, os zeros dela estão todos sobre uma linha. No fundo é isto. É um problema muitíssimo importante para a matemática. O facto é que tem associado, a quem resolver, um prémio de um milhão de dólares. Eu acho que se pode ver a coisa por este prisma: existe a matemática, digamos, que está provada e existe muito mais matemática do que essa que será verdadeira se a Hipótese de Riemann for verdadeira. Se provar a Hipótese de Riemann, há um efeito em cascata que faz com que o nosso conhecimento da matemática aumente imenso de um dia para o outro. Há uma verdadeira indústria de resultados matemáticos que são verdadeiros se a hipótese de Riemann for verdadeira", esclarece.

"Existe muito mais matemática que será verdadeira se a Hipótese de Riemann for verdadeira", garante João Araújo

Your browser doesn’t support HTML5 audio

Contudo, o aparecimento de alegadas provas da resolução do problema não é propriamente incomum, alerta o presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática. "Todos os dias aparecem dezenas ou centenas de provas, ou alegadas provas, da Hipótese de Riemann. Também há uma verdadeira indústria de pessoas a tentar provar a Hipótese de Riemann e, tanto quanto eu sei, ainda não está provada. Vamos aguardar os resultados. Recentemente, houve um conjunto de físicos que anunciou uma série de testes estatísticos que permitiam pensar que ela era altamente provável, mas verdadeiramente provas ainda ninguém conseguiu", avisa.

João Araújo: "Todos os dias aparecem dezenas ou centenas de provas, ou alegadas provas, da Hipótese de Riemann."

Your browser doesn’t support HTML5 audio

A Hipótese de Riemann é importante, por exemplo, na criptografia. Segundo João Araújo, a hipótese "tem impacto no conhecimento sobre os primos e os primos são muito importantes para a encriptação de mensagens, para toda a comunicação e para toda a segurança da comunicação".

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG