Apoio à investigação científica e tecnológica reforçado em 55 milhões de euros

Taxas de apoio variam entre os 75% e os 80%.

Cinquenta e cinco milhões de euros dos fundos europeus regionais foram canalizados pelo Governo para novas linhas de apoio à investigação científica e tecnológica, nomeadamente para construção ou adaptação de infraestruturas ou aquisição de equipamentos, foi esta sexta-feira anunciado.

Em comunicado, o Ministério da Coesão Territorial adianta que a verba provém dos programas Norte 2020 (40 milhões de euros), Centro 2020 (10 milhões de euros) e CRESC Algarve 2020 (cinco milhões de euros).

"As verbas para cada região estão relacionadas com as dinâmicas regionais e com os apoios que já foram concedidos", é referido na nota, acrescentando-se que, nas restantes regiões, serão também abertas linhas de apoio com os mesmos objetivos.

As novas linhas visam apoiar a construção ou adaptação de infraestruturas físicas, a aquisição de instrumentos e equipamento científico e técnico e despesas com recursos humanos, com as taxas de apoio a variar entre os 70 e os 85%.

Poderão candidatar-se a estes apoios instituições de ensino superior, os seus institutos e unidades de Investigação e Desenvolvimento, laboratórios do Estado e instituições privadas sem fins lucrativos que exerçam atividades de investigação.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de