Após 42 anos, Voyager 2 chegou aos confins do Sistema Solar. Foi há um ano

A Voyager 1 e Voyager 2 saíram da Terra em 1977 e ninguém esperava que chegassem tão longe. Há um ano a segunda sonda da NASA a sair do Sistema Solar enviou um sinal que ficou para a história.

Após décadas de espera, há um ano a Voyager 2 emitiu, finalmente, um sinal fora do sistema solar.

Lançada em 1977, esta foi a segunda sonda da NASA entrar no espaço interestelar e no dia 5 de novembro de 2019 deu pela primeira vez sinais de vida, a mais de 17 mil milhões do planeta Terra.

O sinal era fraco e demorou 16 horas a chegar a terra, mas permitiu traçar uma imagem mais detalhada sobre a fronteira do sistema solar.

Graças à Voyager 2 foi possível determinar mais claramente o raio de influência do sol - da heliosfera, uma espécie de bolha protetora de partículas e de campos magnéticos criada pelo nosso estrela, à heliopausa, o local onde o vento solar termina e o espaço interestelar começa.

O conhecimento adquirido com a saída da Voyager 2 do Sistema Solar foi compilado em cinco artigos científicos publicados esta segunda-feira na Nature Astronomy.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados