Astrónomos detetam explosão de raios gama recorde a 4500 anos-luz

Brilhante e poderosa - a GRB 190114C impressionou a comunidade científica.

Uma equipa internacional de cientistas detetou este ano uma das maiores explosões de raios gama alguma vez registadas: aconteceu 4500 milhões de anos-luz do planeta Terra e emitiu fotões com energias entre os 0,2 e um teraelectrão-volts (TeV).

O observação desta explosão de raios gama (GRB, na sigla em inglês), designada GRB 190114C, ocorreu no dia 14 de janeiro de 2019, revela um artigo publicado esta quarta-feira na revista Nature.

Nunca se detetaram fotões com tão altas energias numa destas explosões. Foi também uma das mais brilhantes alguma vez registadas, com um brilho 130 vezes superior à nebulosa de Caranguejo.

Apesar da curta duração da explosão - apenas alguns segundos - como é habitual nestes casos, o brilho remanescente foi captado pelos telescópios do sistema MAGIC (Major Atmospheric Gamma Imaging Cherenkov Telescopes) durante 20 minutos.

Acredita-se que estas explosões de energia extremamente elevadas podem ser resultado da morte de estrelas com massas entre 30 a 50 vezes superiores à do Sol.

Esta animação da NASA mostra como funciona uma explosão de raios gama:

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados