Biotecnologia pioneira promete revolucionar transplante de órgãos

Projeto que o jovem investigador do Porto Rodrigo Val d'Oleiros e Silva está a desenvolver tem recebido vários prémios. Se correr bem poderá acabar com as incompatibilidades e com as listas de espera.

Um investigador do Porto está a desenvolver uma biotecnologia pioneira que promete revolucionar o transplante de órgãos humanos. Rodrigo Val d'Oleiros e Silva é médico-dentista, está a estudar Medicina, a fazer um doutoramento e é o responsável pelo projeto OrgaValue. A missão ambiciosa é criar órgãos 100% compatíveis e eliminar as listas de espera para transplantes.

Para já, o foco está no "transplante hepático", mas no futuro poderá abranger outros órgãos, como coração, rim, pâncreas, entre outros. Segundo Rodrigo Val d'Oleiros e Silva, o processo consiste em "aproveitar órgãos descartados para o lixo biológico por falta de biocompatibilidade ou outro problema associado, desde que não seja neoplásico ou patologia degenerativa". O objetivo, esclarece, é "reativá-los através da remoção de todas as células, ficando uma matriz não celular e que depois é colonizada com novas células do paciente que necessita do transplante".

As vantagens de fazer "um órgão personalizado para cada paciente" são três: "Como as células são da pessoa não se coloca a questão da biocompatibilidade, também não tem de estar anos à espera de um órgão e não tem de tomar imunossupressores que causam efeitos colaterais".

Neste momento decorrem ensaios clínicos de laboratório em animais, em colaboração com a delegação do Norte do Instituto Nacional de Medicina Legal. Rodrigo Val d'Oleiros espera que em breve se estenda aos hospitais de Santo António e Curry Cabral para iniciar os ensaios em humanos.

Rodrigo Val d'Oleiros formou-se em Medicina Dentária, neste momento está a fazer Medicina na Universidade do Minho e um doutoramento em Medicina Regenerativa no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto. Ao mesmo tempo é investigador no i3S - Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, tendo fundado o seu projeto no Instituto Nacional Engenharia Biomédica.

O OrgaValue foi premiado no mais recente programa Born from Knowledge (BfK), promovido pela Agência Nacional de Inovação. O BfK promove, divulga e celebra a produção de conhecimento e inovação nacionais, nomeadamente através do BfK Ideas, concurso de ideias de estudantes do ensino superior e investigadores, e das distinções BfK Awards, que premeiam os melhores projetos e ideias de base científica e tecnológica em concursos de inovação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de