Erro de código permitiu acesso a dados de utilizadores do Facebook e Twitter

O caso foi confirmado por ambas as empresas.

Um erro de código permitiu que os criadores de aplicações descarregadas a partir da loja on-line Google Play pudessem ter acesso a dados pessoas de centenas de utilizadores do Facebook e Twitter, anunciaram esta segunda-feira as empresas.

O erro estava no "pacote" de desenvolvimento de software da One Audience e permitia aos programadores aceder a informações dos utilizadores, tais como endereços de 'e-mail', nomes de utilizador e conteúdos partilhados.

O Facebook e o Twitter divulgaram a ocorrência e disseram estar cientes de que existem "centenas de pessoas afetadas", com as quais as empresas vão entrar em contacto para informar que os seus dados podem ter sido expostos sem o seu consentimento explícito.

Embora a informação que pode ter sido exposta seja aquela contida nas redes sociais, o erro terá sido causado pela One Audience e pelas suas ferramentas de desenvolvimento de 'software'.

"Embora não tenhamos nenhuma evidência que sugira que este erro foi usado para assumir o controlo de qualquer conta no Twitter, é possível que tal possa ter ocorrido", disse a empresa dirigida por Jack Dorsey.

Os dados dos utilizadores podem ter sido expostos depois de um utilizador ter recorrido à sua conta do Facebook ou do Twitter para se registar numa das aplicações descarregadas através do Google Play e criadas através do One Audience.

Nesse caso, os criadores das aplicações em causa - e não o Facebook, o Twitter ou o One Audience -- é que podem ter tido acesso aos dados pessoais dos utilizadores da Internet.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados